Boletim CH#19 ☘️ Cannabis na adolescência? Melhor esperar

Maconha não queima neurônios. Ao contrário, estimula novas conexões cerebrais, e justamente por isso pode apresentar riscos para adolescentes e jovens adultos

Bom dia pra quem é de bom dia!

Como vocês estão? 

Por aqui, tudo beleza. E o que não, trabalhando para transmutar.

Gostoso ficar sem instagram nem whatsapp umas horinhas, né? E ainda tem gente que não acredita no mercúrio retrógrado… aliás, se bateu aquela vontade de chamar o ex, evite. É apenas a retroação fazendo você pensar que antes era melhor. Mas, como diria o poeta, o melhor lugar do mundo é aqui, e agora. Agarremos na mão do aqui e agora, que ele é o melhor guia da nossa jornada.

Bueno, paremos de filosofar sobre o tempo e filosofemos sobre o uso da cannabis na adolescência, lá na nossa coluna no Poder360

Viram que o Tumblr se tornou a primeira entre as grandes plataformas de mídia social a permitir publicidade de cannabis? A rede social atualizou suas políticas, que agora permitem anúncios CBD em todos os EUA e anúncios de cannabis recreativa na Califórnia e no Colorado. Poc a poc, como diriam os catalães...

Bora de news!


☘️ Cada vez mais doguinhos intoxicados com os comestíveis de cannabis

>>> Lá nos EUA, a galera fica chapada e os doguinho é que pagam o pato. A ONG ASPCA pela defesa de animais, disse que o número de ligações informando o envenenamento de cachorros sugerem que a toxicidade da cannabis em cães aumentou com o número de estados onde a erva passou a ser legalizada. A maioria dessas ligações denunciavam produtos comestíveis de cannabis na casa do proprietário, mas um número crescente são encontradas em caminhadas na natureza, de acordo com o Los Angeles Times. Entre 2017 e 2020, o número de chamadas nacionais para o uso de cannabis canina aumentou de 1.436 para 3.923 casos, disse Tina Wismer, diretora da ASPCA Poison Control Center. A Califórnia legalizou a modalidade recreativa em novembro de 2016 e nos quatro anos seguintes, as chamadas referentes a envenenamento de cachorros aumentaram 276%. No Colorado, que a legalizou em 2012, os telefonemas são 11 vezes mais altos do que antes. E o pior é que as autoridades acreditam que esses números são provavelmente apenas uma pequena fração do número real de intoxicações por maconha em animais de estimação em todo o país.


☘️ Você considera fumar um baseado com seus avós? 60% de uma pesquisa disseram que sim

>>> Você fumaria um baseado com os seus avós? Ai ai, se vóinha topasse… Tivesse eu participado de uma pesquisa conduzida pela marca de comestíveis de cannabis, Azuca, certamente figuraria entre os 60% dos entrevistados, que considerariam consumiriam cannabis com um avô. De acordo com o comunicado de imprensa da empresa. A 'Pesquisa sobre o Consumo de Cannabis entre os Americanos' foi realizada online e teve 1.089 participantes. Outros dados interessantes pintaram por lá: cerca de 58% pensam que a cannabis é o futuro do controle da dor; 64% dos consumidores de cannabis a utilizam para relaxamento, 40% para controle da dor, 43% para dormir, 37% para saúde e bem-estar e 39% para recreação.


☘️ 95% dos pacientes de uma rara doença de pele melhoraram com cannabis

>>> Entre as maravilhosas descobertas recentes do potencial medicinal da cannabis, está um estudo publicados no Orphanet Journal of Rare Diseases, que revela que 95% dos pacientes com uma rara condição de pele chamada epidermólise bolhosa dolorosa, melhoraram com o uso tópico de cannabis. Outros 91% disseram ter menos coceira e 81% relataram que a cicatrização das feridas melhorou, e 79% disse que diminuiu a medicação para sua condição de pele. O único efeito colateral com significância notável foi boca seca em 44% dos voluntários recrutados em cinco continentes diferentes.


☘️ Menos presos por posse ou venda de cannabis nos EUA

>>> O número total de pessoas presas nos Estados Unidos por posse ou venda de cannabis recreativa diminuiu pela primeira vez em quatro anos, mas ainda supera as prisões para todos os crimes violentos, de acordo com dados divulgados pelo Federal Bureau of Investigation dos EUA. De acordo com o relatório do FBI, a polícia fez 545.602 prisões por violações relacionadas à cannabis em 2019, 9% maior do que o número total de pessoas presas por cometer crimes violentos (495.871). Dos presos por atividades relacionadas à cannabis, cerca de 9% (500.395) foram presos apenas por delitos de porte da erva. No geral, as prisões por canabis caíram significativamente desde seu pico, há uma década, quando a polícia fez mais de 800.000 prisões relacionadas à cannabis anualmente.


☘️ Consumo de cannabis aumentou entre os brancos, mas não entre os negros…

>>> Após a legalização em vários Estados americanos, o consumo de cannabis aumentou entre os brancos, mas não entre os negros. Foi o que concluiu um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Columbia. O estudo, que utilizou dados de Estados onde a cannabis era legal para uso adulto, teve dois achados principais. Em primeiro lugar, os pesquisadores não observaram nenhum aumento no consumo de cannabis entre os jovens de 12 a 20 anos e isso ocorreu em todos os grupos raciais e étnicos. Em segundo lugar, observaram que o uso de cannabis aumentou entre brancos e hispânicos, mas não aumentou entre negros. E por quê, ein? Me ocorre que os brancos sabem historicamente que a probabilidade de serem presos por porte de maconha já era menor antes da legalização, agora, então, que o uso recreativo está permitido, tá mais tranquilo ainda. Mas isso é um palpite. Tomara que mais pesquisas surjam para que entendamos melhor as tendências e ao mesmo tempo garantir que a promulgação de leis de cannabis recreativa realmente contribua para uma maior equidade nos resultados, aderindo às políticas anti-racistas.


☘️ Comestíveis de CBD são inúteis, diz pesquisadora

>>> Se você pretende experimentar os benefícios do CBD para a ansiedade, dor ou náusea, através dos comestíveis, saiba que comê-los, apenas ocasionalmente, pode não funcionar. Durante um episódio do podcast "Gastropod" chamado "It's All Going to Pot", a neurocientista e pesquisadora de cannabis, Adie Rae, foi direta: comestíveis e bebidas com CBD são "inúteis" e um desperdício de dinheiro. Rae, uma pesquisadora financiada pelo Instituto Nacional de Abuso de Drogas do Legacy Research Institute, explicou que nós humanos digerimos o THC e o CBD de forma diferente. O fígado decompõe mais rapidamente o CBD que o THC, e assim, uma dose menor entre na sua corrente sanguínea, dificultando que os efeitos terapêuticos ocorram. A melhor maneira de colher os benefícios potenciais do CBD é tomá-lo diariamente, de acordo com a pesquisadora, já que leva um tempo para que a substância se acumule no corpo.


☘️ Seu celular pode identificar se você está chapado

>>> Celular dedo duro. Dados de sensores de smartphones combinados com aprendizado de máquina podem detectar se alguém está sob a influência de cannabis, disseram pesquisadores da Rutgers University em New Jersey. Eles desenvolveram uma prova para detectar passivamente o uso de cannabis como uma alternativa às medidas existentes, como testes de sangue, urina ou saliva, e suas descobertas foram publicadas em setembro na revista Drug and Alcohol Dependence. Selecionaram 57 jovens adultos que relataram usar cannabis pelo menos duas vezes por semana, os convidaram a preencher três pesquisas por dia durante um período de 30 dias que perguntavam o quão chapados eles estavam se sentindo em um determinado momento, bem como quando eles usaram cannabis pela última vez e a quantidade consumida. Os participantes também baixaram um aplicativo que analisava dados de GPS, registros de telefone e outros sensores de smartphone e estatísticas de uso. Ao olhar apenas para a hora do dia, o algoritmo foi capaz de detectar com precisão um episódio de uso de cannabis com 60% de precisão. Os dados do sensor do smartphone por si só também foram capazes de produzir uma taxa de precisão de 67%. Já os dados do sensor do smartphone combinados com os dados da hora do dia resultaram em uma taxa de precisão de 90%.


☘️ Consumo de cannabis aumentou 27% na Europa

>>> Mais popular do que você pensa! O número de usuários de cannabis na Europa aumentou 27% na segunda década deste século, afirmou um estudo da Universidade de Hamburgo, que avaliou dados disponíveis publicamente de países da UE, juntamente com o Reino Unido, Noruega, Turquia e o Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime. O aumento relativo mais forte ocorreu na faixa etária entre 35-64 anos de idade, mas o consumo regular geral também aumentou. Esses dados são certamente interessantes porque mesmo as lojas de CBD do velho continente estão relatando um aumento expressivo à medida que os consumidores tentam aliviar o estresse e a ansiedade relacionados à pandemia. Especialmente na Alemanha, essa informação também está chegando em um momento em que grande parte da população pede uma reforma abrangente das leis sobre drogas aqui - particularmente no que se refere à cannabis. Os aspectos medicinais e recreativos --muito menos perigosos que o álcool e o tabaco--, além dos industriais, cada vez mais presente em produtos, de alimentos a cosméticos, materiais de construção e roupas, promovem um debate inédito na Europa. Com mais e mais países admitindo que a cannabis tem eficácia médica, mesmo que a contragosto, esses dados servem para sublinhar uma realidade inegável.


☘️ Delta-8 burlando proibições ao THC

>>> Um novo tipo de produto de cannabis, supostamente não psicoativo, tem surgido em muitas lojas de conveniência e postos de gasolina nos EUA. Através do boca a boca, esses produtos, tecnicamente conhecidos como Delta-8 THC, são conhecidos também como “light cannabis” e, em alguns casos, "CBD com crack", devido ao subidão que eles produzem. Isso chamou a atenção de reguladores estaduais e federais, incluindo o FDA, que recentemente alertou sobre os efeitos adversos relatados pelo uso desses produtos, supostamente sintetizados a partir do cânhamo, a forma não-intoxicante da cannabis. Embora o Delta-8 ocorra naturalmente no cânhamo, aparecem em quantidades muito pequenas. Os produtos Delta-8 THC vendidos atualmente no mercado são muito mais potentes e geralmente conseguidos por meio de um processo sintético de conversão de CBD. No ano passado, a DEA indicou que poderia considerar tais produtos como “THC derivado sinteticamente" e listou Delta-8 THC como um nome alternativo para tetrahidrocanabinol. E embora o Congresso possa ter habilitado a indústria da CBD legalizando o cânhamo, a história legislativa deixa claro que o foco estava no cânhamo como uma commodity agrícola, e não como uma forma secreta de legalizar o THC. Com isso, até agosto deste ano, pelo menos 18 estados restringiram ou baniram o Delta-8 THC de alguma forma. Embora as abordagens para regular o Delta-8 THC possam variar, parece haver um consenso crescente entre legisladores e reguladores de que o Delta-8 THC não é simplesmente outro derivado do cânhamo nem caberia nos regulamentos de cânhamo existentes. Na prática, o status legal do Delta-8 THC poderá em breve estar vinculado à legalização geral da cannabis e do Delta-9 THC.


☘️ Você comeria carne de cânhamo?

>>> O cânhamo é uma das plantas mais versáteis da Terra, que vem sendo usada durante séculos para diversos fins: vestir, alimentar e, em muitos casos, curar. E graças ao bom deus, se é que ele existe, há um número crescente de pesquisas que nos trazem maravilhosas ideias, como a da carne de cânhamo. Um estudo recente, liderado por pesquisadores na Polônia, examinou a carne de cânhamo, um subproduto do óleo de prensagem a frio de sementes de cânhamo, como um ingrediente alternativo em carne vegetal sustentável. Eles analisaram especificamente o impacto da carne de cânhamo "nas propriedades físico-químicas e texturais, oxidação e aceitação sensorial de almôndegas cozidas e embaladas a vácuo durante o armazenamento refrigerado". “Os resultados indicam que a carne de maconha, um material considerado principalmente como resíduo, pode ser destinada à alimentação e ser um ingrediente alternativo para a produção de produtos de carne vegetal sustentável”, concluíram os autores. E aí, você toparia um churrasco com carne de cannabis?

☘️☘️☘️

É isso, gente, vamos dando adeus, mas porfis, se liga nesse coworking cannabis friendly, onde a galera pode fazer seus descansos com um baseadinho na mão. Aproveita o embalo, e sonha mais um pouquinho com o futuro: startups de cannabis arrecadando milhões para criar soluções alternativas ao plástico. Enquanto isso, no Brasil, estamos felizes com pequenas conquistas, como o STF não considerar crime possuir itens para o cultivo pessoal de cannabis.


Curtiu? Achou que faltou alguma coisa? Quer se comunicar com a gente sobre algo que aflige o seu ser? Venha! cannabishoje@gmail.com

Se puder, aperta o coraçãozinho e dá o share para compartilhar a newsletter com as amizades.

Aproveita e segue @cannabishoje no instagram, assim a nossa comunidade só fará crescer \o/ 

Share

beijo,

anita_cannabis hoje